Ver

O Grimaldi Forum e a SMEG, unidos em prol da transição energética

Data de publicação: 28/10/2019
Sexta-feira, 20 de setembro de 2019, S.A.S O Príncipe Albert II inaugurou a usina de energia solar urbana do Grimaldi Forum.

Em abril de 2019, ocorreu o lançamento deste projeto de envergadura para a geração de energia fotovoltaica. O Grimaldi Forum assinava então um contrato “SunE” com a SMEG, no qual essa última se comprometia a financiar e a construir uma usina solar urbana nos telhados do Centro de Congressos & de Cultura do Principado, a fim de explorá-la durante pelo menos 15 anos.
Essa operação antecipa a integração do Grimaldi Forum ao eco-bairro da futura extensão sobre o mar, a qual constituirá uma vitrine da transição energética do país. A eletricidade produzida pela usina solar, reintroduzida na rede de distribuição elétrica, hoje alimenta os imóveis nas proximidades, dentre os quais, evidentemente, o Grimaldi Forum e o canteiro de obras da pequena baía de Portier. Ela contribuirá posteriormente em prol dos objetivos da produção verde e localizada da totalidade do novo bairro.
O tamanho das instalações e as respectivas performances fazem do Grimaldi Forum o mais importante produtor de eletricidade fotovoltaica de Mônaco.

2.500 m2, 1.500 módulos, produção anual de cerca de 650 MWh
Com altura de pouco mais de 15 metros, o imóvel proporciona posição ideal e excelente exposição aos raios solares. Entretanto, a integração de uma usina fotovoltaica a um centro de congressos requer algumas precauções, estudos e operações correlatas, especialmente para aprimorar a estanqueidade e posicionar as ancoragens da instalação. Um dos grandes desafios da instalação consistiu em limitar ao máximo o peso dos componentes para possibilitar equipar o telhado do Espaço Ravel, principal e mais amplo hall de exposição do edifício. Por outro lado, “a manutenção do funcionamento do Centro de Congressos, sem qualquer perturbação no tempo de duração das obras, constituiu um desafio suplementar”, explica Sylvie Biancheri, Diretora-Geral do Grimaldi Forum.

Estes desafios foram superados e o telhado agora recebe cerca de 1.500 módulos, em área total de 2.500m², com potência total de 526kWc. “A SMEG, ressalta Thomas Battaglione, Administrador Diretor-Geral da empresa, optou pela tecnologia inovadora dos painéis solares sunpower E22-360-com de “alto desempenho”, os quais apresentam eficiência em até 20% superior em relação aos módulos tradicionais. A produção anual de aproximadamente 640.000 kWh possibilitará alimentar a rede elétrica com o equivalente a 170 lares do Principado”.

Um projeto concretizado graças ao envolvimento do Governo do Principado
A realização da usina solar do Grimaldi Forum é um dos desdobramentos da política voluntarista levada a cabo pelo Governo do Principado em prol da transição energética. A disponibilização de um cadastro solar e de uma medida incitando a produção fotovoltaica faz de Mônaco um território exemplar no desenvolvimento das energias renováveis. No caso específico do Grimaldi Forum, o envolvimento governamental materializou-se igualmente através do consentimento prévio da Administration des Domaines, proprietária do prédio.

Ator na mudança, o Grimaldi Forum se compromete

O Centro de Congressos e da cultura do Principado elaborou a sua política verde em estreita relação com a respectiva estratégia corporativa, obtendo desde 2008 a certificação ISO 14 0001. Ele era então um dos primeiros centros de congressos a obtê-la. Em 10 anos, o balanço do Grimaldi Forum é extremamente positivo: seu consumo global de água foi dividido em 2,5 vezes, sua taxa de triagem multiplicada por 2,5 e o respectivo consumo de eletricidade caiu 25% (um acordo com a SMEG possibilitou-lhe, suplementarmente, consumir uma energia 100% verde). Ator da mudança, o Grimaldi Forum compromete-se e participa ativamente da implementação do Pacto Nacional em prol da Transição Energética, ao qual ele aderiu em 2018. 

Para maiores informações, entre em contato com Dany RUBRECHT, Diretora de Comunicação do Grimaldi Forum ou com Laurence GARBATINI, encarregada de comunicação e das relações exteriores da SMEG

Créditos fotográficos: MC-Clic