Ver

Seus momentos gourmet em Mônaco

Data de publicação: 08/09/2020
Satisfazer o paladar no Principado

No país possuidor da maior adega hoteleira do mundo, moradia de exemplares das mais excepcionais safras, podemos contemplar uma vitrine de deliciosas iguarias às quais raros apreciadores têm acesso. Sem falar que Mônaco é a terra do Barbajuan, do stock fish e igualmente da fougasse monegasca, pratos feitos com produtos simples e detentores de antiga tradição. De cultura italiana e mediterrânea, somos igualmente, quiçá acima de tudo, o recanto da gastronomia hospitaleira e convivial, ao redor torno de um prato de massa ou de uma pizza. Por último, mas não menos importante, hoje somos acima de tudo um destino que promove uma gastronomia responsável, sazonal e cada vez mais orgânica e local.

Passeios recheados de sabor pelas ruas de Mônaco

Recentemente reformada e agora exclusiva para pedestres, a icônica Place du Casino é o coração do poder de atração de Mônaco enquanto destino turístico. O terraço da Brasserie, cervejaria do Café de Paris, é o lugar ideal para desfrutar do espetáculo. Bem à frente dos nossos olhos vemos o Hotel de Paris (5 estrelas), onde encontramos o lendário Louis XV (***) e o Grill (*). respectivamente detentores de 3 e 1 estrelas do Guia Michelin. Um pouco mais adiante, no Hotel Metropole Monte-Carlo (5 estrelas), uma gastronomia duplamente estrelada pelo Guia Michelin é servida no seu restaurante de mesmo nome. Aqui igualmente tem início um variado percurso gastronômico. 


Desde a Avenue des Spélugues onde está instalado o restaurante Gaia, passando pela cozinha de inspiração grega, pelo ambiente lounge ou pelo mais clássico Rampoldi que encantará os apreciadores da alta gastronomia. Descendo em direção ao mar, encontramos o Buddha Bar, em que se misturam discoteca, restaurante e um espaço ao ar livre, sempre no ritmo das mixagens de um DJ que anima a sala. Este caminho leva ao bairro Portier que abriga vários restaurantes, tais como o Mozza (italiana), o Cozza (peixes), o Cipriani (seguindo a tradição nova-iorquina da marca) ou ainda a Table d’Elise, com a sua culinária de inspiração provençal. Para os amantes de atmosferas mais descontraídas, o pub Mc Carthy’s é a opção ideal, oferecendo um menu mais adequado ao ambiente noturno com música ao vivo.

Como qualquer destino litorâneo, a beira-mar é onde pulsa a agitação e a gastronomia. A Avenue Princesse Grace, acompanhando as praias de Larvotto, abriga a maior diversidade de restaurantes de Mônaco Há o restaurante Song Qi, de gastronomia chinesa, o Maya Jah servindo pratos indianos, o Maya Bay onde se pode saborear especialidades tailandesas e japonesas ou ainda estrelado Blue Bay (*) do Chef Marcel Ravin e inspirado na culinária das ilhas crioulas.

Enquanto na Place du Casino mora o seu coração, a alma de Mônaco povoa Monaco-Ville, por todos conhecida como “Le Rocher”. Bairro histórico e tradicional de Mônaco, capital simbólica da Cidade-Estado, nele residem essencialmente os tradicionais restaurantes monegascos, a exemplo do La Montgolfière ou do Saint-Nicolas, e caso se queira associar a qualidade da gastronomia da Ligúria a uma localização única, o Castelroc, instalado na Place du Palais e em frente à residência do Príncipe, é sem dúvida a opção. Em busca de originalidade, o Arrow Burger oferece um cardápio fast food caseiro e, finalmente, para os gourmets mais gulosos, a Chocolaterie deMonaco, fornecedora oficial do Palácio Principesco, é parada obrigatória.

Aos pés do “Rocher” está situado o tradicional mercado Condamine, uma atração a um só tempo comercial e gastronômica. De fato, pois o espaço da Halle du Marché constitui uma praça de alimentação, na qual várias marcas oferecem os seus produtos a fim que todos possam degustá-los em uma das mesas disponibilizadas pela Prefeitura de Mônaco. Lá podemos apreciar uma mistura de culinária italiana, marcas tradicionais de produtos locais, tais como Socca, Pissaladière ou Barbajuan, sushis, massas e outras incontáveis opções. A atmosfera é tão amigável e familiar que nos sentimos em casa. Após a refeição, um digestivo original pode ser encontrado do outro lado da rua, na Orangerie. É claro... não há necessidade de consumir uma garrafa inteira, pois estão à venda pequenas doses para degustação.

Como em outras muitas cidades mediterrâneas, a zona portuária é um núcleo econômico onde o fluxo é tradicionalmente intenso. Em Mônaco há dois portos, o Hercule e o Fontvieille. O primeiro é principalmente um espaço de festas, alinhando marcas que atraem público diversificado e internacional. A cervejaria Brasserie de Monaco, com a sua cerveja artesanal da casa, o la Rascasse, que cedeu o nome à famosa curva do Grande Prêmio de Fórmula 1, ou ainda o Before constam entre as melhores opções. Inspirado nas tradicionais cervejarias parisienses, o Quai des Artistes, é outro estabelecimento preferencial e, pouco mais adiante, o Stars‘N’Bars, inspirado nos sport bar americanos que se transforma para apresentar um menu à base de produtos orgânicos, especialidades locais, pratos vegetarianos, alinhados com o compromisso da casa em prol da sustentabilidade. Do outro lado do porto, é possível saborear os peixes do U Luvassu, administrado por uma dinastia de pescadores monegascos, e igualmente o Wine Palace, um exclusivo bar de vinhos. Este espaço está em constante evolução e as recentes inaugurações do Crazy Pizza ou do Steak’n Shake acrescentam poder de atração ao lugar.

O outro porto, em Fontvieille, oferece um leque de opções muito variado. Desde o Moshi-Moshi, restaurante que propõe uma viagem entre o Pacífico e o Mar Mediterrâneo, ou do Beef Bar para os apreciadores de cortes de carne de primeira linha, até o Graziella, restaurante italiano com preços muito acessíveis, ou o Perles de Monaco que serve ostras produzidas em Mônaco.

Com várias centenas de restaurantes em uma área total de 2,2 km2, à imagem do próprio país, a gastronomia monegasca é uma constelação diversificada, em que sempre existe a opção certa para todos os gostos, todos os bolsos e, principalmente, para todos pode desfrutar da sua experiência e voltarem para criarem novas.