Novo Museu Nacional de Mônaco – Villa Sauber

O Novo Museu Nacional de Mônaco (NMNM) valoriza o patrimônio do Principado de Mônaco e divulga as criações artística contemporâneas por meio de exposições temporárias nos seus dois espaços – a Villa Paloma e a Villa Sauber. Esta postura está inserida em um território singular, cuja história é marcada desde sempre pelo diálogo entra as disciplinas artísticas, culturais e científicas, assim como pelo apoio dos criadores, pensadores e pesquisadores.

Um pouco de história

A Villa Sauber é uma das últimas villas Belle Époque de Mônaco. Não sabemos exatamente a data da sua construção, mas está bem definido que no início dos anos 1900 ela pertencia à família Blanc, que desempenhou papel fundamental no desenvolvimento da Sociedade de Banhos de Mar e do Cassino de Monte-Carlo. 

Nesta época, o bairro às margens da praia era chamado Quartier des Bas-Moulins e a praia do Larvotto ainda não existia. A propriedade recém-adquirida desce então até o caminho que margeia o litoral. Foi em 1904 que o pintor Robert Sauber comprou a villa de Edmond Blanc. Diante das similaridades que ela apresenta com a Ópera, construída na mesma época por Charles Garnier, houve com frequência a tentação de a atribuir ao célebre arquiteto da Belle Époque.
O pintor londrino instalou o seu ateliê na asa oeste da Villa. Robert Sauber e a sua esposa manteriam a casa, a partir de então denominada Villa Sauber, durante dez anos. Pouco tempo antes da declaração de guerra, em 1914, eles a venderam. Ela passaria então por várias mãos antes que o casal Sauber a comprasse em 1925.

No início dos anos trinta, o casal Sauber, então já idosos, deixaram a Villa como doação aos Fundos de Socorro dos Tribunais de Simples Polícia de Londres.

Os Tribunais de Polícia de Londres continuariam proprietários da Villa durante cerca de quinze anos e, em 1952, a Senhorita Nora Mac Caw dela tomou posse a seu turno, vindo revendê-la em 1957 para a Empresa Imobiliária da Avenue Princesse Grace.

Por fim, em 1969, a Empresa Imobiliária Domaniale de Monaco adquiriu a propriedade da sua congênere. Desde então, a casa e o seu jardim são de propriedade do Estado Monegasco.

Aberto diariamente, das 10:00 às 18:00 nos períodos de exposição 
Fechado nos dias 1o de janeiro, 1o de maio, nos 4 dias do Grande-Prêmio, e em 19 de novembro e 25 de dezembro

Tarifas:
Adultos: Tíquete NMNM (Villa Paloma + Villa Sauber): 6,00 € 
Tarifa grupo 4,00 € (mín. 15 pessoas) 
Tíquete de entrada combinando o NMNM/Jardim Exótico/Museu de Antropologia Pré-Histórica: 10,00 €
Entrada gratuita todos os domingos
Gratuita para os menores de 26 anos, grupos escolares e grupos de crianças, monegascos, membros da ICOM e da CIMAM, solicitantes de emprego com justificativa, pessoas portadoras de necessidades especiais