O Roseraie Princesse Grace

Embora situado no entorno do Parque Paisagístico de Fontvieille, o Roseiral Princesa Grace constitui um jardim à parte.

Encomendado pelo Príncipe Rainier III, em lembrança à sua esposa a Princesa Grace, este roseiral foi composto seguindo os princípios de um jardim inglês, ainda que conservando certo caráter mediterrâneo, com a plantação de centenárias oliveiras. Com área total de 3.000m² em sua inauguração, no dia 18 de junho de 1984, essa coleção de rosas cresceu em 2000 e depois em 2014, no âmbito do 30o aniversário da sua criação.

Com os portais exibindo os monogramas de S.A.S. A Princesa Grace, conservados pelo caráter histórico do lugar, o “novo” roseiral tem agora livre acesso, possibilitando assim aos visitantes descobrirem essa atração a qualquer momento do dia.

A estátua de bronze de S.A.S. A Princesa Grace, realizada pelo escultor KEES VERKADE em 1983, domina o jardim e zela pela tranquilidade do espaço. O visitante é convidado a desfrutar de uma pausa refrescante na praça central, projetada ao redor de uma fonte de bronze e aos pés de um muro d’água, iluminado ao cair da noite.

Os 5.000 m² deste roseiral permitem a descoberta de mais de 315 variedades de rosas, representadas em 6.000 pés divididos em 7 temas.

A modernização do roseiral possibilitou a instalação de um terminal interativo em uma das suas entradas, proporcionando a localização de cada variedade de roseira em um mapa. Os visitantes são igualmente convidados a fazerem a leitura dos códigos QR exibidos em cada uma das placas, no intuito de identificarem cada roseira (informações retomadas no website do roseiral: www.roseraie.mc ).

Todas as operações de manutenção, bem como as animações organizadas ao longo de todo o ano possibilitaram a obtenção pela atração turística do selo Espaço Verde Ecológico (EVE), concedido pelo organismo de certificação ECOCERT.

Acessibilidade: O Roseiral e o Parque Paisagístico são acessíveis pelas pessoas com mobilidade reduzida ou cadeirantes. As ladeiras são suaves. Banheiros adaptados.

Entrada franca