O Jardin Japonais

Este jardim criado no ano de 1994 em atendimento à solicitação do Príncipe Rainier III, respeitando estritamente os princípios do conceito do pensamento zen, foi projetado pelo arquiteto paisagista Yasuo BEPPU (Grande Prêmio na Exposição Floral de Osaka 90’) e oferece uma viagem exótica ao país do sol nascente, em pleno Principado!

Este jardim criado no ano de 1994 em atendimento à solicitação do Príncipe Rainier III, respeitando estritamente os princípios do conceito do pensamento zen, foi projetado pelo arquiteto paisagista Yasuo BEPPU (Grande Prêmio na Exposição Floral de Osaka 90’) e oferece uma viagem exótica ao país do sol nascente, em pleno Principado!
Os visitantes podem assim descobrir todos os elementos imutáveis de um jardim japonês, tais como tanques, ilhas, cascatas, lanternas, pontes, casa de chá e jardim zen.
Este porta-joias de verdura constitui um rico amálgama de tradições japonesas e elementos mediterrâneos, frutos de estreita colaboração entre os jardineiros de Mônaco e do Japão. Deste modo, as sebes de bambu, as telhas (Ilha de Awaji), as lanternas de pedra e as madeiras utilizados nas construções (portal, casa de chá…) foram importados do Japão, ao passo que os vegetais, todos de tipo mediterrâneo (pinheiros, oliveiras, romãzeiras...), foram podados e trabalhados durante três anos pelo Mestre BEPPU, para lhes conferir aspecto nipônico.
Os blocos de pedra que formam a cascata são provenientes de Córsega, de Auvergne e do vale do Tinée, tendo sido escolhidos in situ antes de serem dispostos de acordo com um esquema bem específico. Os mais curiosos poderão descobrir as tradições japonesas através dos painéis explicativos, situados no entorno de cada elemento em destaque.
Um tanque situado aos pés do pavilhão possibilita a admiração de uma coleção de Carpas Nishikigoi, as quais evoluem tranquilamente em meio a ninfeias e lótus.
Anualmente, o Mestre BEPPU vem especialmente do Japão para transmitir o seu saber e prestar assessoria aos jardineiros com respeito aos cuidados com as plantas.

Entrada franca.
Horários: 9:00/17:45 ou 18:45 (de acordo com a estação do ano)
Jardim detentor do selo Espaço Verde Ecológico (EVE), concedido pelo organismo de certificação ECOCERT
 Acessibilidade: o jardim é em grande parte acessível