Museu de Selos e Moedas

Com moderno projeto, ele conta em seu acervo com raras peças filatélicas da história postal do Principado, assim como com todos os documentos que serviram na impressão dos selos desde o primeiro “Charles III”, em 1885, até os dias atuais.
O Museu dos Selos e das Moedas está aberto diariamente, das 10:00 às 17:00 (às 18:00 em julho e agosto). Nele é possível adquirir os artigos filatélicos e monetários disponíveis, produzidos no Principado.

Um pouco de história

Criado por Ordem Soberana do Príncipe Rainier III, em dezembro de 1995, o Museu dos Selos e das Moedas, instalado em Fontvieille ao lado do Espaço Léo Ferré, foi aberto ao público e janeiro de 1996. Portanto, ele comemorou vinte anos de existência em 2016.
A cada dois anos, o Museu recebe o evento mundial “MONACOPHIL”, reunindo os mais prestigiados filatelistas de todo o mundo.
Os primeiros selos monegascos foram criados em 1885, pelo Príncipe Charles III. O Principado era à época membro da União Postal Universal e a sua filatelia tinha como referência o Acordo de Boa Vizinhança, firmado com a França em 9 de novembro de 1865, em aplicação do Tratado de 2 de fevereiro de 1861.
As primeiras moedas monegascas foram criadas em janeiro de 1640 pelo Príncipe Honoré II. Elas eram emitidas tendo como referência o sistema da cidade de Nice, do Duque de Savoie. Em outubro de 1643, Louis XIV concedeu a Honoré II o benefício da livre circulação na França das suas moedas de ouro e de prata, ressalvando-se que elas estivessem alinhadas com as moedas francesas correspondentes. Esta regra foi retomada em 1865 para todas as moedas monegascas, até a criação do Euro, em 1o de janeiro de 2001. Atualmente, os “Euros monegascos” circulam em toda a Zona do Euro, dispondo o Principado de uma cota anual nas mesmas condições que todos os outros países membros da Zona do Euro.
O Museu, instituição cultural por excelência, abriga igualmente um serviço comercial e oferece no eu balcão de atendimento os selos e as moedas de Mônaco, bem como artigos filatélicos e afins (livros, gravações, cachecóis...). Um serviço de venda por correspondência foi implantado com base em um catálogo disponível junto ao Museu.

Aberto diariamente  
De 1o de setembro a 30 de junho, das 9:30 às 17:00
De 1o de julho a 30 de agosto, das 9:30 às 18:00
Tarifa (por pessoa)
Adultos: 3,00 €
Crianças de 12 a 18 anos, aposentados e estudantes: 1,50 €